BLOG DOS FORASTEIROS: * Blog Principal

Chasques

  • PARA RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG, SEJA UM SEGUIDOR SE INSCREVENDO NO FINAL DA COLUNA À DIREITA, NA TAG SEGUIDORES. A URL DESTE BLOG É http://forasteirossapucaia1.blogspot.com.br

domingo, 30 de outubro de 2011

Chiripá Farroupilha1820-1865


Este período é dominado por um chiripá que substituiu o anterior, que não é adequado à equitação, mas para o homem que anda a pé. O chiripá dessa nova fase é em forma de grande fralda, passada por entre as pernas.

Já o Chiripá Farroupilha é inteiramente gaúcho. Esse é um traje muito funcional, nem muito curto, nem muito comprido, tendo o joelho por limite, ao cobrí-lo.
As esporas deste período são as chilenas, as nazarenas e os novos tipos inventados pelos ferreiros da campanha.

As botas são, ainda, a bota forte, comum, a bota russilhona e a bota de garrão, inteira ou de meio pé. As ceroulas são enfiadas no cano da bota ou, quando por fora, mostram nas extremidades, crivos, rendas e franjas. À cintura, faixa preta e guaiaca, de uma ou duas fivelas. Camisa sem botões, de gola, e mangas largas. Usavam jaleco, de lã ou mesmo veludo, e às vezes, a jaqueta, com gola e manga de casaco, terminando na cintura, fechado à frente por grandes botões ou moedas.

No pescoço, lenço de seda, nas cores mais populares, vermelho ou branco. Porém, muitas vezes, o lenço adotado tinha outras cores e padronagens. Aos ombros, pala, bichará ou poncho. Na cabeça usavam a fita dos índios ou o lenço amarrado à pirata e, se for o caso, chapéu de feltro, com aba estreita e copa alta ou chapéu de palha, sempre preso com barbicacho.

Fonte: Indumentária Gaúcha
Antônio Augusto Fagundes - Martins Livreiro Editor (2ª Edição) Porto Alegre - 1985

Nenhum comentário: